«Tudo tem o seu tempo. Há um momento oportuno para cada coisa debaixo do céu.» Podemos ler assim no livro do Eclesiastes. E Este é o momento oportuno para dar graças.

Este é o momento para agradecer a Deus: Pai, Filho e Espírito Santo. A quem dou graças, pelo dom da vida, pelo dão da vocação e por me ter dado a oportunidade de ter estado aqui nesta comunidade como diácono.

Este é o momento de dar graças à minha família. Sempre estiveram presentes no meu percurso e sempre me apoiaram num caminho para a felicidade. Nem sempre fui o melhor filho, irmão, tio, primo... mas sempre me senti acolhido e perdoado.

Agradeço também àquela que foi a minha segunda família: o Seminário. Agradeço a todas as equipas formadoras e a todos os meus colegas.

Este é o momento de agradecer aquele que me recebeu em sua casa: ao Pe. Luís. Obrigado Pe. Luís por tudo aquilo que me ensinaste durante este ano, principalmente a forma como vives o teu ministério e a forma como te entregas ao próximo, a forma como acolhes e a forma como te dás às pessoas. Mais do que mo dizeres por palavras, ensinavas-me com gestos concretos. Muito obrigado Pe. Luís.

Este também é o momento de agradecer a todos vós, nos seus grupos paroquiais e movimentos. A ordem com que o vou fazer, não é do mais importante para o menos importante… Todos são importantes.

Agradeço a todos os catequistas: catequese de infância, adolescência, juventude e catequese de adultos. Obrigado pelo vosso testemunho. Obrigado pela vossa coragem, obrigado por me ensinares que afinal vale a pena deixarmos o nosso lar, as nossas coisas, a nossa família, para sermos evangelizadores de Jesus Cristo.

Agradeço a todos aqueles que se dedicam às famílias e às novas famílias: CPM, às equipas de Nossa Senhora e à Pastoral familiar. Obrigado pelo testemunho real e vivo que dais da Sagrada Família aos outros.

Agradeço de igual modo ao Agrupamento de Escuteiros. Obrigado pela disponibilidade e atenção em estares sempre presentes na ajuda à comunidade. Obrigado pelo testemunho que dais de Jesus Cristo. Obrigado por seres transmissores de alegria que erradia de vós.

Este é o momento oportuno de dizer: “Obrigado grupos de Jovens”: Grupo Mais, Grupo de Jovens de São Mamede e Grupo de Jovens Nova Estrela. Obrigado por me deixares ser um jovem no meio de vós. Cada grupo com o seu carisma, cada um com as suas diferenças… mas nunca vos esqueçais que tendes uma coisa e a mais importante em comum: todos sois seguidores de Jesus Cristo. E se sois seguidores de Jesus Cristo, estais sempre… ao mais alto nível.

Agradeço também aqueles que se fazem presentes na liturgia do altar: acólitos, leitores e ministros extraordinários da comunhão. Obrigado pelo vosso serviço. Aos acólitos pela forma bonita e simples com que servis ao altar do Senhor; e aos leitores pela forma como anunciais a Palavra de Deus; aos ministros da comunhão, pela forma como distribuis o Senhor e pela forma bonita com que a fazeis aos mais frágeis, principalmente àqueles que não podem vir aqui à casa do Pai. A todos, muito Obrigado.

Este também é o momento… é o momento de agradecer aos grupos corais: Grupo Coral São Mamede, Coro das Almas, Coro Litúrgico, Coro Pequenos Cantores e ao Grupo Coral de Nossa Senhora da Saúde. Obrigado pela forma como embelezais as Eucaristias. São muitas as horas em que perdeis o vosso tempo em ensaios. Deixai-me que vos diga: não importa se cantamos bem ou mal uma ou outra nota mais afinada ou menos afinada, o que importa é que cantamos para Deus, cantamos para louvar a Deus. Eu não acredito que Deus olhe às afinações das nossas cordas vocais, mas sim, à afinação do nosso coração. Se cantarmos com o coração, cantaremos sempre afinados. A todos muito obrigado. Mas deixai-me que diga uma palavra aos pequenos Cantores. Obrigado…Muito, mas mesmo muito obrigado. Continuai assim, não tenhais medo!

Este também é o momento de agradecer àqueles que zelam pela economia desta paróquia. Ao conselho económico, um obrigado sincero. Obrigado pela forma séria e justa com que prestais este serviço à comunidade.  

É o momento de agradecer ao Conselho Paroquial de Pastoral. Obrigado pelo testemunho que me destes de que o trabalho em equipa é possível. Certamente com dificuldades, porque nem todos pensam da mesma forma, mas que depois é possível chegar a um consenso. Obrigado pela forma como planeais a Pastoral da nossa comunidade.

Este também é o momento de agradecer àqueles que muitas vezes fazem um trabalho às escuras, ou seja, sem que ninguém dê conta do seu serviço... e é assim que deve de ser: Obrigado Conferência Vicentina pela forma como prestais auxílio aos mais necessitados.

Este também é o momento de dar graças a Deus pelo apostolado de Oração. Sei que foram muitas as vezes que vos juntastes para rezar por mim. O meu muito obrigado.  

É o momento de agradecer a todas as confrarias: Confraria do Senhor dos Passos, Confraria do Santíssimo Sacramento, Confraria das Benditas Almas, Confraria de Santa Justa e Santa Rufina. Obrigado a todos pelo testemunho que me destes na dedicação a todas estas confrarias: pelo zelo e amor. Obrigado.

A todas as zeladoras: às zeladoras desta igreja, às zeladoras do Senhor do Calvário; às zeladoras da Nossa Senhora da Luz, às zeladoras da Nossa Senhora da Hora, às zeladoras da Nossa Senhora dos Chãos e a todos aqueles e aquelas que se dedicaram a fazer um tapete de flores. A todas, um muito obrigado pela forma como ornamentais os nossos espaços de oração. Não só pela beleza das flores, mas também pela sua frescura e fragrância que tanto nos ajuda no encontro com o Pai nas celebrações.

Agradeço também àqueles que são colaboradores desta comunidade: ao José Maria, ao Sr. António Maria, ao Sr. Fernando Torres. Obrigado pelo vosso testemunho e pelo amor com que vos dedicais ao serviço de uma forma gratuita. Agradeço também àquele que se faz presente todos os dias nesta comunidade: ao José Macedo. Obrigado Zé! Obrigado pela tua amizade. Obrigado pela tua ajuda incondicional. Contigo vinquei ainda mais a ideia de que “Deus quer, o homem sonha, a obra nasce”. Contigo tudo foi mais fácil. Obrigado Zé.

Por fim, este também é o momento de agradecer a todos vós. Obrigado. Convosco aprendi muitas coisas. Convosco cresci e amadureci. Estou aqui porque vós fostes o meu corrimão na minha caminhada. Obrigado por me ajudares nesta caminhada. Se fui feliz aqui? Sim… fui feliz. Fui feliz porque em cada dia tinha a oportunidade de conhecer gente melhor.    

Autenticação

Documentos

Guiões, Cartazes...

Contactos

Paróquia de Valongo

Papa Francisco

Coluna dedicada ao Papa Francisco. Poderá acompanhar todas as notícias em: https://www.vaticannews.va/pt.html

Notícias do Santo Padre

Nestes espaço poderá ler as mensagens do Santo Padre.

Mensagens

Escutar os gritos dos migrantes (Universal) Rezemos para que o clamor dos irmãos migrantes vítimas do tráfico criminoso seja escutado e considerado.

Intenção Fevereiro

O Vídeo do Papa é uma iniciativa global desenvolvida pela Rede Mundial de Oração do Papa (Apostleship of Prayer) para auxiliar na divulgação das intenções mensais do Santo Padre relacionadas aos desafios que a humanidade enfrenta.

Vídeo do Papa

#JMJ2022

Comité Organizador da JMJ reuniu-se com representantes das dioceses de Portugal

#JMJ2022

Igreja do Corpo Santo vai ser «a casa de oração» até 2022 (com vídeo)

#JMJ2022

Anúncio dos vencedores do Hino e Logótipo das Jornadas Mundiais da Juventude 2022 vai acontecer no próximo mês de fevereiro.

#JMJ2022